BIÓPSIAS

BIÓPSIA ASPIRATIVA POR AGULHA FINA DA MAMA :

-          Por quê eu preciso de uma biópsia?

Seu médico solicitou para você uma biopsia aspirativa de um nódulo na MAMA. Este procedimento diagnóstico tem a finalidade de tentar descobrir qual a natureza do seu nódulo através da retirada de algumas células, com auxilio de uma agulha muito fina, para posterior  análise em um laboratório de anatomia patológica. É um exame rápido e seguro que lhe causará um mínimo de desconforto, tendo muita importância para o prosseguimento do seu tratamento.

-          Como ela é realizada?

Após a localização do nódulo com o auxílio do ultra-som, uma agulha finíssima é introduzida através da pele até alcançar o nódulo. O procedimento é muito pouco doloroso. A injeção de anestésico local não pode ser feita pelo risco de prejudicar a amostra de células, sendo também, mais dolorosa do que a própria biópsia em si. Após o procedimento, o material deverá ser levado a um laboratório de anatomia patológica, em um prazo inferior a 24 hs.

-          Quais os riscos relacionados a biópsia?

Ela praticamente não apresenta riscos significativos. Em uma pequena percentagem dos pacientes, poderá haver a formação de hematomas muito leves no local da biópsia e um leve aumento de sensibilidade após o termino do procedimento. Nestes casos haverá uma orientação própria para reduzir o desconforto. É normal, uma sensação de dolorimento no local da punção, por 6 a 12 horas após o procedimento. Entretanto, salvo nos casos de formação de hematomas, não há necessidade de nenhum repouso.É muito importante informar no momento da marcação se estiver em uso de medicação anti-coagulante ou aspirina, ou se é portadora de doenças que prejudiquem a coagulação do sangue (doenças hepáticas ou hematológicas). TAMBÉM É MUITO IMPORTANTE INFORMAR SE É PORTADORA DE HIPERTENSÃO ARTERIAL

-          Que resultados posso esperar da biópsia aspirativa com agulha fina?

Em 75% dos casos, o resultado poderá dizer ao médico a natureza exata do nódulo. Ao redor de 5% dos casos, a biopsia poderá dizer algo sobre o nódulo mas não dará ao seu médico toda a informação necessária. E em uma percentagem dos casos, em torno de 20%, mesmo sendo feita com toda a técnica adequada, o material poderá ser insuficiente, ou seja, não permite ao patologista fazer um diagnóstico.

Isso acontece com mais freqüência em nódulos muito pequenos ou com muitos vasos que sangram durante a punção, o que atrapalha a avaliação do patologista. Existem ainda alguns tipos de nódulos, que oferecem maior dificuldade para aspiração de suas células. Nestes casos, algumas vezes, há necessidade de uma segunda punção (o que é considerado um procedimento de rotina) não significando que a biópsia não tenha sido bem feita. A repetição da biópsia oferece material para diagnóstico em 50% dos casos.

-          Existe algum preparo especial para a realização do exame?

Trazer seus exames anteriores para avaliação preliminar do médico que irá realizar a punção (para que ele possa planejar seu exame, avaliar  as dimensões e localização do nódulo). No dia do exame, lavar a MAMA com água e sabão comum, evitando o uso de cremes e óleos, ou talco. Comparecer ao serviço com antecedência de 20 minutos ao horário marcado trazendo um acompanhante que possa dirigir o seu veículo após o exame, caso seja necessário.

Fazer uso de analgésico oral da sua preferência 2 hs antes da punção (Tylenol ou Novalgina – 1 comp.).

Não é necessário jejum.

Nos colocamos a sua disposição para quaisquer esclarecimentos.

BIOPSIA ASPIRATIVA  DA TIROIDE POR AGULHA FINA:

-          Por quê eu preciso de uma biópsia?

Seu médico solicitou para você uma biópsia aspirativa de um nódulo na tiroide. Este procedimento diagnóstico tem a finalidade de tentar descobrir qual a natureza do seu nódulo, através da retirada de algumas células com auxilio de uma agulha muito fina, para um posterior análise em um laboratório de anatomia patológica. É um exame rápido, e seguro que lhe causará um mínimo de desconforto, tendo muita importância para o prosseguimento do seu tratamento.

-          Como ela é realizada?

Após a localização do nódulo com o auxílio do ultra-som, uma agulha finíssima é introduzida através da pele até alcançar o nódulo. Esta agulha é mais fina do que a usada para coleta de sangue. O procedimento é muito pouco doloroso. A  injeção de anestésico local não pode ser feita, pelo risco de prejudicar a amostra de células, sendo também, mais dolorosa do que a própria biópsia em si. Após o procedimento, o material deverá ser levado a um laboratório de anatomia patológica, em um prazo inferior a 24 hs.

-          Quais os riscos relacionados a biopsia?

Ela praticamente não apresenta riscos significativos. Em uma pequena percentagem dos pacientes, poderá haver a  formação de hematomas muito leves no local da biopsia, e um leve aumento de sensibilidade após o termino do procedimento. Nestes casos haverá uma orientação própria para reduzir o desconforto. É normal, uma sensação de dolorimento no local da punção, por 6 a 12 horas após o procedimento. Para isso é prescrito o uso de analgésico, por via oral, 2 hs antes do procedimento. Entretanto, salvo nos casos de formação de hematomas, não há necessidade de nenhum repouso. É muito importante informar no momento da marcação se estiver em uso de medicação anti-coagulante ou aspirina, ou for portador de doenças que prejudiquem a coagulação do sangue (doenças hepáticas ou hematológicas ). TAMBÉM É MUITO IMPORTANTE INFORMAR SE É PORTADORA DE HIPERTENSÃO ARTERIAL

-          Que resultados posso esperar da biopsia aspirativa com agulha fina?

Entre 80 a 85% dos casos, o resultado poderá dizer ao médico a natureza exata do nódulo. Ao redor de 5% dos casos, a biopsia poderá dizer algo sobre o nódulo, mas não dará ao seu médico toda a informação necessária. E em uma pequena percentagem dos casos  8 a 10%, mesmo sendo feita com toda a técnica adequada, o material poderá ser insuficiente, ou seja, não permite ao patologista fazer um diagnóstico.

Isso acontece com mais freqüência em nódulos muito pequenos ou com muitos vasos, que sangram durante a punção  o que atrapalha a avaliação do patologista. Existem ainda alguns tipos de nódulos, que oferecem maior dificuldade para aspiração de suas células. Nestes casos, algumas vezes há necessidade de uma segunda punção, o que é considerado um procedimento de rotina, não significando que a biopsia não tenha sido bem feita. A repetição da biopsia oferece material para  diagnóstico em 50% dos casos.

-          Existe algum preparo especial para a realização do exame?

Trazer seus exames anteriores para avaliação preliminar do médico que irá realizar a punção (para que ele possa planejar seu exame, avaliar as dimensões e localização do nódulo). No dia do exame, lavar o pescoço com água e sabão comum, evitando o uso de cremes e óleos, ou talco. Comparecer ao serviço com antecedência de 20 minutos ao horário marcado, trazendo um acompanhante, que possa dirigir o seu veículo após o exame, caso seja necessário.

Fazer uso de analgésico oral da sua preferência 2 hs antes da punção (Tylenol ou Novalgina – 1 comp.).

Não é necessário jejum.

Nos colocamos a sua disposição para quaisquer esclarecimentos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: